O Sofrimento na Natureza

Área destinada à discussão sobre as origens e Evolução Biológica

O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
criso
Mensagens: 77
Registrado em: Qui, 19 19America/Sao_Paulo Março 19America/Sao_Paulo 2020 - 15:57 pm

Mensagem por criso »

Muitas vezes, em debates - especialmente os de natureza moral -, escutamos um "é natural", dos outros, como resposta.

É como se, na teoria, o fato de uma coisa acontecer na natureza a justificasse por si só.

Ora, se há predação, incesto, canibalismo, parasitismo e estupro na natureza, então tudo isso é "natural".

E é intuitivo para todos nós, seres conscientes e racionais, que o que precisamos fazer é justamente nos diferenciar da selvageria dos instintos para realizar nosso pleno potencial (aliás grande vestígio da existência da alma, na minha opinião).

De toda forma, meu ponto é o seguinte -
Até que ponto a natureza serve de justificativa para as coisas?
E, além disso, seria de fato incorreto a humanidade interferir severamente na vida natural, de modo a dirimir sofrimento?

Por exemplo - seria moralmente incorreto esterilizar animais selvagens?
Sendo guiados puramente por instinto, toda a sua vida é puro sofrimento e causação de sofrimento para outros seres.
Só procriam porque, guiados por instinto, são incapazes de contemplar a tragicidade absurda de suas existências!

O exemplo é apenas uma viagem para permitir elucubrações. Todas as opiniões e contribuições são muito bem-vindas.

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Fernando Silva
Conselheiro
Mensagens: 946
Registrado em: Ter, 11 11America/Sao_Paulo Fevereiro 11America/Sao_Paulo 2020 - 08:20 am

Mensagem por Fernando Silva »

A Natureza tende ao equilíbrio. Os recursos disponíveis (comida, espaço) podem vir a faltar se, por exemplo, acabarmos com um predador para proteger outras espécies porque elas vão se multiplicar sem controle. Interferir desequilibra tudo e pode até causar mais sofrimento ainda e extinções.

youtu.be/VQIbQy-uR-g
O ser humano é um animal como outro qualquer. Apesar de sua inteligência, ainda precisa comer, o que implica em destruir plantas e animais.
Precisa morar em algum lugar, o que implica em ocupar o espaço de outras espécies.
E precisa se defender dos predadores e parasitas.

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Cinzu
Mensagens: 574
Registrado em: Seg, 02 02America/Sao_Paulo Março 02America/Sao_Paulo 2020 - 16:06 pm

Mensagem por Cinzu »

criso escreveu:Muitas vezes, em debates - especialmente os de natureza moral -, escutamos um "é natural", dos outros, como resposta.

É como se, na teoria, o fato de uma coisa acontecer na natureza a justificasse por si só.

Ora, se há predação, incesto, canibalismo, parasitismo e estupro na natureza, então tudo isso é "natural".

E é intuitivo para todos nós, seres conscientes e racionais, que o que precisamos fazer é justamente nos diferenciar da selvageria dos instintos para realizar nosso pleno potencial (aliás grande vestígio da existência da alma, na minha opinião).
Esta é uma falácia conhecida como "falácia naturalista" ou "apelo à natureza".

Um apelo à natureza é um argumento ou uma tática retórica na qual se propõe que "uma coisa é boa porque é 'natural' ou ruim porque é 'antinatural'". Pode ser um argumento ruim, porque a premissa principal implícita (não declarada) "O que é natural é bom" é tipicamente irrelevante, não tendo nenhum significado convincente na prática, ou é uma opinião em vez de um fato. Em algumas estruturas filosóficas em que natural e bom são claramente definidos em um contexto específico, o apelo à natureza pode ser válido e convincente.

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Fernando Silva
Conselheiro
Mensagens: 946
Registrado em: Ter, 11 11America/Sao_Paulo Fevereiro 11America/Sao_Paulo 2020 - 08:20 am

Mensagem por Fernando Silva »

criso escreveu:
Ter, 01 01America/Sao_Paulo Setembro 01America/Sao_Paulo 2020 - 10:48 am
Ora, se há predação, incesto, canibalismo, parasitismo e estupro na natureza, então tudo isso é "natural".
Regras de moral dependem da época, do lugar, do contexto, dos recursos disponíveis para a sobrevivência.

O que nos parece aberrante nos dias de hoje, como predação, canibalismo e parasitismo, pode se relativizar num futuro onde a opção for morrer ou matar (ou deixar morrer). Quando os humanos novamente criarem leis que valham para "nós", mas não para "os outros".

Não vejo incesto como algo imoral em si. Tornou-se imoral devido às consequências genéticas.

Estupro é imoral por obrigar alguém a fazer algo contra sua vontade, o que seria inaceitável numa sociedade civilizada, mas que era aceito até recentemente disfarçado de casamento arranjado ou escravidão.

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
criso
Mensagens: 77
Registrado em: Qui, 19 19America/Sao_Paulo Março 19America/Sao_Paulo 2020 - 15:57 pm

Mensagem por criso »

In sober truth, nearly all the things which men are hanged or imprisoned for doing to one another, are nature's every day performances. Stuart Mill

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Gorducho
Mensagens: 147
Registrado em: Sex, 20 20America/Sao_Paulo Março 20America/Sao_Paulo 2020 - 08:55 am

Mensagem por Gorducho »

Off_topic:
Obrigado pela atenção, colega Fernando Silva :!:
Então, Sr. criso... entendo que a realidade é o dito acima:
Regras de moral dependem da época, do lugar, do contexto, dos recursos disponíveis para a sobrevivência. O que nos parece aberrante nos dias de hoje, como predação, canibalismo e parasitismo, pode se relativizar num futuro onde a opção for morrer ou matar (ou deixar morrer). Quando os humanos novamente criarem leis que valham para "nós", mas não para "os outros".
Sobre o "nós" vs os "outros", se acaso não leu recomendo leia n'A Cidade Antiga do Numa Denis Fustel de Coulanges (que por muito tempo foi 1 dos meus "livros de cabeceira" até se desintegrar completamente!).
A "natureza humana" é a... natureza humana. Irá "evoluir", claro, NO SENTIDO TERMODINÂMICO (= mudanças de estado do sistema com a passagem do tempo) em dezenas de milênios, não perceptivelmente no nosso tempo "histórico" :eusa-naughty:
Aquele postulado oitocentista tão caro ao Kardec de "loi du progrès" "moral" é ilusão.

Re: O Sofrimento na Natureza

Pedro Reis
Mensagens: 259
Registrado em: Ter, 24 24America/Sao_Paulo Março 24America/Sao_Paulo 2020 - 11:28 am

Mensagem por Pedro Reis »

O senso moral humano não vem da alma, vem da evolução. Assim como os polegares.

Embora os valores morais sejam relativos e adaptáveis às circunstâncias, podemos dizer que pessoas normais possuem um "instinto moral". Já trazemos conosco empatia por aqueles que consideramos nossos semelhantes e um senso de justiça que basicamente se traduz em algum nível de desconforto ao fazer ao nosso semelhante aquilo que não gostaríamos que nossos semelhantes nos fizessem.

Tais características advém do fato de que o homo sapiens evoluiu para ser um animal social. Sozinho, o Homem não é nada: você larga uma criança de 3 anos por conta própria e ela não sobrevive. Já um cavalo, um jumentinho, aos 3 anos já se vira. Uma tartaruguinha sai do ovo e já sabe que deve caminhar em direção ao mar. Não precisa de mãe pra nada, muito menos das outras tartarugas.

Mas o ser humano só é este espécime incrível cooperando, trabalhando em grupo, compartilhando conhecimento. Ora, isto não teria sido possível se não tivéssemos este "instinto moral" que ajuda a estabelecer regras de convivência no bando.

A Natureza não é justificativa para nada. Sem a capacidade de ter empatia, como os psicopatas, o homem não precisaria nem de justificativas. A necessidade de uma justificativa vem quando existe um conflito entre seu senso moral e aquilo que você deseja fazer.

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Gigaview
Moderador
Mensagens: 1272
Registrado em: Seg, 02 02America/Sao_Paulo Março 02America/Sao_Paulo 2020 - 13:48 pm

Mensagem por Gigaview »

O senso moral humano não vem da alma...
Alma?
---------------------------------------------------------------------------------------------
O pensamento crítico não é ofensa, mas direito protegido constitucionalmente pela liberdade de expressão.

Re: O Sofrimento na Natureza

Pedro Reis
Mensagens: 259
Registrado em: Ter, 24 24America/Sao_Paulo Março 24America/Sao_Paulo 2020 - 11:28 am

Mensagem por Pedro Reis »

criso escreveu:
Ter, 01 01America/Sao_Paulo Setembro 01America/Sao_Paulo 2020 - 10:48 am

E é intuitivo para todos nós, seres conscientes e racionais, que o que precisamos fazer é justamente nos diferenciar da selvageria dos instintos para realizar nosso pleno potencial (aliás grande vestígio da existência da alma, na minha opinião).

Re: O Sofrimento na Natureza

Avatar do usuário
Gorducho
Mensagens: 147
Registrado em: Sex, 20 20America/Sao_Paulo Março 20America/Sao_Paulo 2020 - 08:55 am

Mensagem por Gorducho »

Sr. Pedro Reis escreveu:
Qua, 02 02America/Sao_Paulo Setembro 02America/Sao_Paulo 2020 - 11:58 am
Tais características advém do fato de que o homo sapiens evoluiu para ser um animal social. Sozinho, o Homem não é nada: você larga uma criança de 3 anos por conta própria e ela não sobrevive. Já um cavalo, um jumentinho, aos 3 anos já se vira. Uma tartaruguinha sai do ovo e já sabe que deve caminhar em direção ao mar. Não precisa de mãe pra nada, muito menos das outras tartarugas.
Então... claro que esse senso de necessidade de grupo + proteger a prole durante o tempo necessário já tão integrados à "natureza" ("DNA") do presente estado dos humanos.
que ajuda a estabelecer regras de convivência no bando.
Sim, bandos têm regras de convivência.
Bandos de (say) lobos as têm, ou não :?:
A necessidade de uma justificativa vem quando existe um conflito entre seu senso moral e aquilo que você deseja fazer.
Não será a "moral" que aprendemos desde infantes + as já citadas características necessárias pra levar a bom termo a necessária colaboração grupal :?:
:think:
Editado pela última vez por Gorducho em Qua, 02 02America/Sao_Paulo Setembro 02America/Sao_Paulo 2020 - 13:30 pm, em um total de 1 vez.

Re: O Sofrimento na Natureza

AndarilhoTerrestre
Mensagens: 68
Registrado em: Seg, 06 06America/Sao_Paulo Abril 06America/Sao_Paulo 2020 - 16:13 pm

Mensagem por AndarilhoTerrestre »

Pedro Reis escreveu:
Qua, 02 02America/Sao_Paulo Setembro 02America/Sao_Paulo 2020 - 11:58 am
O senso moral humano não vem da alma, vem da evolução. Assim como os polegares.

Embora os valores morais sejam relativos e adaptáveis às circunstâncias, podemos dizer que pessoas normais possuem um "instinto moral". Já trazemos conosco empatia por aqueles que consideramos nossos semelhantes e um senso de justiça que basicamente se traduz em algum nível de desconforto ao fazer ao nosso semelhante aquilo que não gostaríamos que nossos semelhantes nos fizessem.

Tais características advém do fato de que o homo sapiens evoluiu para ser um animal social. Sozinho, o Homem não é nada: você larga uma criança de 3 anos por conta própria e ela não sobrevive. Já um cavalo, um jumentinho, aos 3 anos já se vira. Uma tartaruguinha sai do ovo e já sabe que deve caminhar em direção ao mar. Não precisa de mãe pra nada, muito menos das outras tartarugas.

Mas o ser humano só é este espécime incrível cooperando, trabalhando em grupo, compartilhando conhecimento. Ora, isto não teria sido possível se não tivéssemos este "instinto moral" que ajuda a estabelecer regras de convivência no bando.

A Natureza não é justificativa para nada. Sem a capacidade de ter empatia, como os psicopatas, o homem não precisaria nem de justificativas. A necessidade de uma justificativa vem quando existe um conflito entre seu senso moral e aquilo que você deseja fazer.
Depende do animal. Tal regra não se aplica a todos. Um passarinho, por exemplo, se abandonado pela mãe e seu ninho estiver num penhasco, provavelmente morrerá.

Quanto ao sofrimento na natureza, para mim, isso é patente. Há sofrimento por toda a parte. Imagina! Um animal ser devorado , sofrer dor, gritar, espernear...

Eu como carne, e gosto de seu sabor, gosto mesmo. Mas sei que o animal sofreu dor atroz.

Re: O Sofrimento na Natureza

OrlandoEstudioso
Mensagens: 11
Registrado em: Qua, 16 16America/Sao_Paulo Setembro 16America/Sao_Paulo 2020 - 08:33 am

Mensagem por OrlandoEstudioso »

AndarilhoTerrestre escreveu:
Qua, 02 02America/Sao_Paulo Setembro 02America/Sao_Paulo 2020 - 13:30 pm
Pedro Reis escreveu:
Qua, 02 02America/Sao_Paulo Setembro 02America/Sao_Paulo 2020 - 11:58 am
O senso moral humano não vem da alma, vem da evolução. Assim como os polegares.

Embora os valores morais sejam relativos e adaptáveis às circunstâncias, podemos dizer que pessoas normais possuem um "instinto moral". Já trazemos conosco empatia por aqueles que consideramos nossos semelhantes e um senso de justiça que basicamente se traduz em algum nível de desconforto ao fazer ao nosso semelhante aquilo que não gostaríamos que nossos semelhantes nos fizessem.

Tais características advém do fato de que o homo sapiens evoluiu para ser um animal social. Sozinho, o Homem não é nada: você larga uma criança de 3 anos por conta própria e ela não sobrevive. Já um cavalo, um jumentinho, aos 3 anos já se vira. Uma tartaruguinha sai do ovo e já sabe que deve caminhar em direção ao mar. Não precisa de mãe pra nada, muito menos das outras tartarugas.

Mas o ser humano só é este espécime incrível cooperando, trabalhando em grupo, compartilhando conhecimento. Ora, isto não teria sido possível se não tivéssemos este "instinto moral" que ajuda a estabelecer regras de convivência no bando.

A Natureza não é justificativa para nada. Sem a capacidade de ter empatia, como os psicopatas, o homem não precisaria nem de justificativas. A necessidade de uma justificativa vem quando existe um conflito entre seu senso moral e aquilo que você deseja fazer.
Depende do animal. Tal regra não se aplica a todos. Um passarinho, por exemplo, se abandonado pela mãe e seu ninho estiver num penhasco, provavelmente morrerá.

Quanto ao sofrimento na natureza, para mim, isso é patente. Há sofrimento por toda a parte. Imagina! Um animal ser devorado , sofrer dor, gritar, espernear...

Eu como carne, e gosto de seu sabor, gosto mesmo. Mas sei que o animal sofreu dor atroz.
Aos poucos a maioria vai deixando de comer carne e passar para alimentação vegana.
Responder