Imposto, taxa, tributos, etc

Área destinada à discussão sobre Laicismo e Política e a imparcialidade do tratamento do Estado às pessoas.
Discussões sobre economia e sistemas econômicos também se encontram aqui.

Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

O que vocês acham de taxações no geral? Pensa como ancaps que dizem "Imposto é roubo"? Ou pensam que é um mal-necessário pra manter serviços como polícia, obras de saneamento, estradas, etc?

E impostos de barreiras alfandegárias, pra proteger empresas locais de "concorrência desleal" com empresas estrangeiras?

(...)

Na Europa, por exemplo, tá sendo aplicado tributação sobre empresas digitais em tempo de pandemia:


youtu.be/8SdhUVyRHVs

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Fernando Silva
Conselheiro
Mensagens: 2017
Registrado em: Ter, 11 11America/Sao_Paulo Fevereiro 11America/Sao_Paulo 2020 - 08:20 am

Mensagem por Fernando Silva »

Agnoscetico escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:39 am
O que vocês acham de taxações no geral? Pensa como ancaps que dizem "Imposto é roubo"? Ou pensam que é um mal-necessário pra manter serviços como polícia, obras de saneamento, estradas, etc?

E impostos de barreiras alfandegárias, pra proteger empresas locais de "concorrência desleal" com empresas estrangeiras?

(...)

Na Europa, por exemplo, tá sendo aplicado tributação sobre empresas digitais em tempo de pandemia:
Impostos são necessários para que o Estado cumpra com suas obrigações.
Tipo condomínio, que cobre despesas com luz, água, segurança, manutenção, salário dos funcionários e tudo mais das áreas comuns de um prédio.

O que pode ser discutido é quanto é preciso cobrar, como será aplicado o dinheiro etc.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Gabarito
Site Admin
Mensagens: 799
Registrado em: Seg, 02 02America/Sao_Paulo Março 02America/Sao_Paulo 2020 - 06:49 am

Mensagem por Gabarito »

Fernando Silva escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:58 am
Agnoscetico escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:39 am
O que vocês acham de taxações no geral? Pensa como ancaps que dizem "Imposto é roubo"? Ou pensam que é um mal-necessário pra manter serviços como polícia, obras de saneamento, estradas, etc?

E impostos de barreiras alfandegárias, pra proteger empresas locais de "concorrência desleal" com empresas estrangeiras?

(...)

Na Europa, por exemplo, tá sendo aplicado tributação sobre empresas digitais em tempo de pandemia:
Impostos são necessários para que o Estado cumpra com suas obrigações.
Tipo condomínio, que cobre despesas com luz, água, segurança, manutenção, salário dos funcionários e tudo mais das áreas comuns de um prédio.

O que pode ser discutido é quanto é preciso cobrar, como será aplicado o dinheiro etc.
Concordo integralmente.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Titoff
Mensagens: 844
Registrado em: Ter, 17 17America/Sao_Paulo Março 17America/Sao_Paulo 2020 - 11:47 am

Mensagem por Titoff »

Também acho que é por aí... no mais, podemos dar uma zoada nos "ancaps de iphone," já que não existiria iphone sem o "roubo" de bilhões de dólares que o estado usou para bancar pesquisas das tecnologias utilizadas.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Frencisco Toucinho
Mensagens: 158
Registrado em: Qua, 17 17America/Sao_Paulo Junho 17America/Sao_Paulo 2020 - 21:14 pm
Localização: São Paulo

Mensagem por Frencisco Toucinho »

Também vou por aí, sem governo vira baderna.

O governo deve ter o escopo reduzido, entretanto. Não pode interferir em áreas em que a iniciativa privada pode resolver, senão há perda de satisfação.

Uma economia de mercado mantém os preços baixos e os produtos adequados às necessidades da população. A retirada desse comparativo dá margem à corrupção, ineficiência e obsolescência dos produtos.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Gabarito
Site Admin
Mensagens: 799
Registrado em: Seg, 02 02America/Sao_Paulo Março 02America/Sao_Paulo 2020 - 06:49 am

Mensagem por Gabarito »

Frencisco Toucinho escreveu:
Dom, 21 21America/Sao_Paulo Junho 21America/Sao_Paulo 2020 - 10:10 am
Também vou por aí, sem governo vira baderna.

O governo deve ter o escopo reduzido, entretanto. Não pode interferir em áreas em que a iniciativa privada pode resolver, senão há perda de satisfação.

Uma economia de mercado mantém os preços baixos e os produtos adequados às necessidades da população. A retirada desse comparativo dá margem à corrupção, ineficiência e obsolescência dos produtos.
Exatamente.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
aronax
Mensagens: 208
Registrado em: Qua, 04 04America/Sao_Paulo Março 04America/Sao_Paulo 2020 - 18:31 pm
Localização: Passo Fundo-RS

Mensagem por aronax »

O que é dito e o que realmente é dito

a) Quando dizem que o governo deve estimular o crédito para salvar a economia, estão na realidade dizendo que a maneira de salvar a economia é aumentando o endividamento das pessoas. Crédito e dívida são nomes distintos para a mesma coisa, vista de lados opostos.

b) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais consumo e emprego, estão na realidade dizendo que um aumento no custo de vida estimula as pessoas a contratarem mais serviços (como empregadas domésticas) e a irem mais vezes aos shopping centers.

c) Quando dizem que os salários — principalmente o salário mínimo — devem ser aumentados por decreto, estão na realidade dizendo que o segredo para a prosperidade econômica é aumentar os custos de produção.

d) Quando dizem que as exportações devem ser aumentadas e as importações devem ser restringidas, estão na realidade dizendo que a quantidade de produtos à disposição da população nacional deve ser duplamente reduzida — gerando, no mínimo, mais carestia.

e) Quando dizem que o governo deve estimular a indústria nacional por meio de subsídios ou empréstimos subsidiados pelo governo, estão na realidade dizendo que o grande empresariado deve receber dinheiro de impostos do povo e, com isso, levar vantagem sobre os concorrentes menores.

f) Quando dizem que as empresas devem ser controladas por agências reguladoras, estão na realidade dizendo que essas empresas devem operar dentro de um cartel protegido pelo estado, com preços garantidos e sem liberdade de entrada para potenciais concorrentes.

g) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais crescimento econômico, estão na realidade dizendo que uma perda mais acentuada do poder de compra da moeda e uma maior incerteza quanto aos custos futuros estimulam mais empreendedores a fazerem investimentos produtivos de longo prazo.

h) Quando dizem que as tarifas de importação devem ser aumentadas e o câmbio deve ser desvalorizado, estão na realidade dizendo que o poder de compra da moeda deve ser reduzido, que o povo deve ser proibido de adquirir bens estrangeiros baratos e de qualidade, e que toda a população deve ter seu bem-estar afetado apenas para garantir uma reserva de mercado para o grande empresariado nacional.

i) Quando dizem que os agricultores devem ter os preços de seus produtos elevados por programas de compras governamentais, estão na realidade dizendo que toda a população do país deve ter sua comida encarecida.

j) Quando dizem que todos têm direito a saúde, educação e transporte gratuitos, estão na realidade dizendo que toda a população deve dar mais dinheiro para burocratas do governo, os quais irão repassar esse dinheiro (retendo para si uma fatia) para outras pessoas, as quais irão então prover esses serviços de acordo com critérios especificados por burocratas e políticos, e não pelos consumidores.

k) Quando dizem que as empresas devem utilizar mais conteúdo nacional em seus produtos, estão na realidade dizendo que os fornecedores desse conteúdo nacional têm direito a uma reserva de mercado, podendo assim elevar seus preços e reduzir a qualidade de seus produtos despreocupadamente.

l) Quando dizem que o caminho para a prosperidade é aumentar os gastos do governo, estão na realidade dizendo que o governo deve ou tributar mais as pessoas ou incorrer em déficits. A tributação retira renda (logo, capacidade de consumo e investimento) das pessoas e empresas. Déficits significam que pessoas e empresas estão emprestando para o governo, em vez de utilizarem esse dinheiro na própria economia. Significa também que os bancos, em vez de financiarem investimentos produtivos, estão financiando a folha de pagamento do governo. E, finalmente, significa também que haverá aumento de impostos no futuro para que o governo possa arcar com o serviço dessa dívida.

m) Quando dizem que mais gastos do governo estimulam o empreendedorismo, estão na realidade dizendo que a contratação de mais burocratas e a criação de mais burocracia, mais leis e mais regulamentações incentivam a produção e levam a mais geração de riqueza.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

aronax escreveu:
Seg, 22 22America/Sao_Paulo Junho 22America/Sao_Paulo 2020 - 11:53 am
O que é dito e o que realmente é dito

a) Quando dizem que o governo deve estimular o crédito para salvar a economia, estão na realidade dizendo que a maneira de salvar a economia é aumentando o endividamento das pessoas. Crédito e dívida são nomes distintos para a mesma coisa, vista de lados opostos.

b) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais consumo e emprego, estão na realidade dizendo que um aumento no custo de vida estimula as pessoas a contratarem mais serviços (como empregadas domésticas) e a irem mais vezes aos shopping centers.

c) Quando dizem que os salários — principalmente o salário mínimo — devem ser aumentados por decreto, estão na realidade dizendo que o segredo para a prosperidade econômica é aumentar os custos de produção.

d) Quando dizem que as exportações devem ser aumentadas e as importações devem ser restringidas, estão na realidade dizendo que a quantidade de produtos à disposição da população nacional deve ser duplamente reduzida — gerando, no mínimo, mais carestia.

e) Quando dizem que o governo deve estimular a indústria nacional por meio de subsídios ou empréstimos subsidiados pelo governo, estão na realidade dizendo que o grande empresariado deve receber dinheiro de impostos do povo e, com isso, levar vantagem sobre os concorrentes menores.

f) Quando dizem que as empresas devem ser controladas por agências reguladoras, estão na realidade dizendo que essas empresas devem operar dentro de um cartel protegido pelo estado, com preços garantidos e sem liberdade de entrada para potenciais concorrentes.

g) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais crescimento econômico, estão na realidade dizendo que uma perda mais acentuada do poder de compra da moeda e uma maior incerteza quanto aos custos futuros estimulam mais empreendedores a fazerem investimentos produtivos de longo prazo.

h) Quando dizem que as tarifas de importação devem ser aumentadas e o câmbio deve ser desvalorizado, estão na realidade dizendo que o poder de compra da moeda deve ser reduzido, que o povo deve ser proibido de adquirir bens estrangeiros baratos e de qualidade, e que toda a população deve ter seu bem-estar afetado apenas para garantir uma reserva de mercado para o grande empresariado nacional.

i) Quando dizem que os agricultores devem ter os preços de seus produtos elevados por programas de compras governamentais, estão na realidade dizendo que toda a população do país deve ter sua comida encarecida.

j) Quando dizem que todos têm direito a saúde, educação e transporte gratuitos, estão na realidade dizendo que toda a população deve dar mais dinheiro para burocratas do governo, os quais irão repassar esse dinheiro (retendo para si uma fatia) para outras pessoas, as quais irão então prover esses serviços de acordo com critérios especificados por burocratas e políticos, e não pelos consumidores.

k) Quando dizem que as empresas devem utilizar mais conteúdo nacional em seus produtos, estão na realidade dizendo que os fornecedores desse conteúdo nacional têm direito a uma reserva de mercado, podendo assim elevar seus preços e reduzir a qualidade de seus produtos despreocupadamente.

l) Quando dizem que o caminho para a prosperidade é aumentar os gastos do governo, estão na realidade dizendo que o governo deve ou tributar mais as pessoas ou incorrer em déficits. A tributação retira renda (logo, capacidade de consumo e investimento) das pessoas e empresas. Déficits significam que pessoas e empresas estão emprestando para o governo, em vez de utilizarem esse dinheiro na própria economia. Significa também que os bancos, em vez de financiarem investimentos produtivos, estão financiando a folha de pagamento do governo. E, finalmente, significa também que haverá aumento de impostos no futuro para que o governo possa arcar com o serviço dessa dívida.

m) Quando dizem que mais gastos do governo estimulam o empreendedorismo, estão na realidade dizendo que a contratação de mais burocratas e a criação de mais burocracia, mais leis e mais regulamentações incentivam a produção e levam a mais geração de riqueza.
Se bem que o norte dos EUA era protecionista e isso não impediu o desenvolvimento. Já o sul tinha imposto baixo pra importações e se manteve atrasado.
Claro que a colonização do norte favorecia o desenvolvimento com industrialização e trabalho assalariado vs. Uso predominante de grandes muita terra pra atividades agrárias e usando escravidão; mas só não ter imposto em si não é suficiente.


https://mundoeducacao.uol.com.br/histor ... os-sul.htm

(...)

Com relação às taxações alfandegárias, o norte defendia a manutenção de alíquotas elevadas que pudessem conservar o desenvolvimento industrial interno. Em contrapartida, os sulistas desejavam que essas tarifas fossem reduzidas para que os produtos importados penetrassem sua economia com mais facilidade. Tal interesse se dava principalmente porque a região sul dos Estados Unidos não possuía um parque industrial desenvolvido.

(...)


https://www.paulogala.com.br/a-tradicao ... ta-dos-eua

(...)

Alexander Hamilton, o primeiro secretário do tesouro norte-americano (1789-1795), está entre um dos principais formuladores de medidas protecionistas que estimularam a instalação e desenvolvimento da indústria manufatureira norte-americana. 

(...)

O projeto dos Estados Unidos, especialmente dos estados do norte, se contrapunha frontalmente às recomendações do liberalismo inglês que, segundo alguns americanos, era produzido para exportação e não consumo interno. 

(...)

Além da questão da escravidão, o outro estopim do conflito  foi o embate entre o protecionismo da União, que representava as indústrias do norte, e o liberalismo da Confederação, representando os interesses agrícolas dos sul. 

(...)

Thomas Jefferson tentou, em vão, proibir a publicação dos Principles of Political Economy and Taxation de David Ricardo nos Estados Unidos já que, segundo analise de muitos americanos da época, era uma obra excessivamente liberal. De fato, segundo Adam Smith, a melhor estratégia de desenvolvimento para os Estados Unidos estaria no aproveitamento da agricultura, sua vantagem comparativa natural, e não em práticas protecionistas para o desenvolvimento da indústria! É interessante acompanhar a história do protecionismo americano para perceber como a retórica de cada país muda ao longo dos estágios de desenvolvimento econômico. A Inglaterra que começou fortemente protecionista no século XVI mudou sua retórica ao conquistar a supremacia industrial nos 1800. O mesmo ocorreu com os EUA do século XX!

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

Fundador da Ricardo Eletro é preso por sonegação fiscal

https://www.istoedinheiro.com.br/fundad ... cao-fiscal

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Cinzu
Mensagens: 846
Registrado em: Seg, 02 02America/Sao_Paulo Março 02America/Sao_Paulo 2020 - 16:06 pm

Mensagem por Cinzu »

aronax escreveu:
Seg, 22 22America/Sao_Paulo Junho 22America/Sao_Paulo 2020 - 11:53 am
O que é dito e o que realmente é dito

a) Quando dizem que o governo deve estimular o crédito para salvar a economia, estão na realidade dizendo que a maneira de salvar a economia é aumentando o endividamento das pessoas. Crédito e dívida são nomes distintos para a mesma coisa, vista de lados opostos.

b) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais consumo e emprego, estão na realidade dizendo que um aumento no custo de vida estimula as pessoas a contratarem mais serviços (como empregadas domésticas) e a irem mais vezes aos shopping centers.

c) Quando dizem que os salários — principalmente o salário mínimo — devem ser aumentados por decreto, estão na realidade dizendo que o segredo para a prosperidade econômica é aumentar os custos de produção.

d) Quando dizem que as exportações devem ser aumentadas e as importações devem ser restringidas, estão na realidade dizendo que a quantidade de produtos à disposição da população nacional deve ser duplamente reduzida — gerando, no mínimo, mais carestia.

e) Quando dizem que o governo deve estimular a indústria nacional por meio de subsídios ou empréstimos subsidiados pelo governo, estão na realidade dizendo que o grande empresariado deve receber dinheiro de impostos do povo e, com isso, levar vantagem sobre os concorrentes menores.

f) Quando dizem que as empresas devem ser controladas por agências reguladoras, estão na realidade dizendo que essas empresas devem operar dentro de um cartel protegido pelo estado, com preços garantidos e sem liberdade de entrada para potenciais concorrentes.

g) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais crescimento econômico, estão na realidade dizendo que uma perda mais acentuada do poder de compra da moeda e uma maior incerteza quanto aos custos futuros estimulam mais empreendedores a fazerem investimentos produtivos de longo prazo.

h) Quando dizem que as tarifas de importação devem ser aumentadas e o câmbio deve ser desvalorizado, estão na realidade dizendo que o poder de compra da moeda deve ser reduzido, que o povo deve ser proibido de adquirir bens estrangeiros baratos e de qualidade, e que toda a população deve ter seu bem-estar afetado apenas para garantir uma reserva de mercado para o grande empresariado nacional.

i) Quando dizem que os agricultores devem ter os preços de seus produtos elevados por programas de compras governamentais, estão na realidade dizendo que toda a população do país deve ter sua comida encarecida.

j) Quando dizem que todos têm direito a saúde, educação e transporte gratuitos, estão na realidade dizendo que toda a população deve dar mais dinheiro para burocratas do governo, os quais irão repassar esse dinheiro (retendo para si uma fatia) para outras pessoas, as quais irão então prover esses serviços de acordo com critérios especificados por burocratas e políticos, e não pelos consumidores.

k) Quando dizem que as empresas devem utilizar mais conteúdo nacional em seus produtos, estão na realidade dizendo que os fornecedores desse conteúdo nacional têm direito a uma reserva de mercado, podendo assim elevar seus preços e reduzir a qualidade de seus produtos despreocupadamente.

l) Quando dizem que o caminho para a prosperidade é aumentar os gastos do governo, estão na realidade dizendo que o governo deve ou tributar mais as pessoas ou incorrer em déficits. A tributação retira renda (logo, capacidade de consumo e investimento) das pessoas e empresas. Déficits significam que pessoas e empresas estão emprestando para o governo, em vez de utilizarem esse dinheiro na própria economia. Significa também que os bancos, em vez de financiarem investimentos produtivos, estão financiando a folha de pagamento do governo. E, finalmente, significa também que haverá aumento de impostos no futuro para que o governo possa arcar com o serviço dessa dívida.

m) Quando dizem que mais gastos do governo estimulam o empreendedorismo, estão na realidade dizendo que a contratação de mais burocratas e a criação de mais burocracia, mais leis e mais regulamentações incentivam a produção e levam a mais geração de riqueza.
Princípios básicos do funcionamento do mercado; toda interferência do estado na economia causa um efeito colateral. Isso pode ser encontrado em qualquer livro de introdução à economia.

Infelizmente no Brasil, fundamentos de ciências econômicas são ignorados principalmente por um certo grupo que diz "levantar a bandeira da ciência".

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Fernando Silva
Conselheiro
Mensagens: 2017
Registrado em: Ter, 11 11America/Sao_Paulo Fevereiro 11America/Sao_Paulo 2020 - 08:20 am

Mensagem por Fernando Silva »

Estamos virando uma teocracia corrupta.
Igrejas querem ampliar isenção em impostos na reforma tributária

Bancada evangélica na Câmara apresentou emenda pedindo que remessas ao exterior e contribuição previdenciária não sejam taxadas. Especialistas alertam para fiscalização

Bernardo Mello 08/08/2020

A frente parlamentar evangélica na Câmara dos Deputados encabeça uma articulação para ampliar, dentro do projeto da reforma tributária, o alcance da imunidade e das isenções concedidas atualmente a entidades religiosas.

Em reunião no fim de julho com o relator da reforma na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), os parlamentares se uniram em torno de uma emenda do líder da bancada evangélica, o deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM), que livra as igrejas de cobranças em remessas financeiras para o exterior e também na operação de atividades fora dos templos. A emenda ainda pode isentar organizações religiosas da contribuição previdenciária.

No encontro com a bancada evangélica, Aguinaldo sinalizou interesse em dar “clareza e segurança” sobre a imunidade de igrejas no texto da reforma tributária. Pela Constituição, entidades religiosas são imunes ao pagamento de impostos sobre renda, patrimônio e serviços. A lei atual exige, no entanto, o recolhimento de encargos trabalhistas e previdenciários, entre outras contribuições sociais, além de deixar as igrejas sujeitas a contribuições de intervenção no domínio econômico (Cide) e a taxas sobre serviços específicos.

— A emenda que apresentamos é muito didática e pedagógica. Pela falta de regulamentação sobre a imunidade religiosa, há brechas atualmente para interpretações da Receita Federal, de estados e municípios. Então, o que a gente pede é uma definição sobre essa extensão — afirmou Câmara.

— Por exemplo: se as igrejas são imunes, por que incidem tributos sobre produtos utilizados na prestação de seu serviço? Por que o estado pode cobrar ICMS sobre um ônibus alugado para transporte de missionários? Porque não está definida a extensão desta imunidade — completou.

A emenda da bancada evangélica, apresentada originalmente em setembro do ano passado, é uma tentativa de modificar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45, do líder do MDB, Baleia Rossi (SP).
[...]
Para o tributarista Luiz Rafael Mansur, no entanto, as regras previstas na emenda, caso entrem em vigor, pioram o controle sobre operações financeiras internacionais.

O advogado também acredita que as mudanças abririam brecha para o desenvolvimento de organizações empresariais “protegidas” pela formação de uma igreja. A emenda estende a isenção de contribuição previdenciária para a folha de pagamento de todos os funcionários de uma organização religiosa, incluindo aqueles não diretamente envolvidos com cultos ou trabalho missionário.

— Além do gigantesco impacto orçamentário para a União, um texto como esse pode ter consequências fiscalizatórias, como em relação à prática de lavagem de dinheiro — disse Mansur.
https://oglobo.globo.com/brasil/igrejas ... a-24575441

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
André Luiz
Mensagens: 73
Registrado em: Ter, 23 23America/Sao_Paulo Junho 23America/Sao_Paulo 2020 - 13:22 pm

Mensagem por André Luiz »

Acho que é um mal necessário, a vida no ancapistao seria ainda mais brutal e injusta, mesmo com PNA e ética libertária

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
JJ_JJ
Mensagens: 800
Registrado em: Sex, 06 06America/Sao_Paulo Março 06America/Sao_Paulo 2020 - 10:32 am
Localização: Goiás

Mensagem por JJ_JJ »

Mansão de Edir Macedo de 18 suítes não paga IPTU por estar em nome da Universal



Publicado em 9 setembro, 2020 10:24 am


Após o Congresso perdoar dividas de R$ 1 bilhão de igrejas, Edir Macedo chega ao Trending Topics com mais de 3000 tweets. Com quase 4000 metros quadrados de área construída, a casa do Bispo fica isenta de IPTU, pois está no nome da igreja Universal.



De acordo com uma matéria de 2009 publicada pela Gazeta do Povo, o Bispo Edir Macedo desfruta de uma mansão de quatro andares, 18 suítes e elevador panorâmico na estância turística de Campos do Jordão, em São Paulo. Foi avaliado em cerca de R$ 4 milhões e construído por operários que são também fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus.

Conhecido em Campos do Jordão como a “mansão do Edir Macedo”, o imóvel está registrado no Cartório de Registro de Imóveis local e foi alienado como garantia de um empréstimo de R$ 8,2 milhões feito junto ao Bradesco em 2007. Embora o beneficiário do empréstimo seja a própria igreja, o objetivo do financiamento é obter “capital de giro”, segundo certidão registrada no Cartório de Registro de Imóveis de Campos do Jordão.

De acordo com vizinhos, o Bispo é visto esporadicamente no local e costuma ser discreto, a não ser quando promove partidas de futebol. Todos os operários que trabalharam na obra, de acordo com vizinhos e corretores imobiliários, foram fiéis da Igreja levados de outras cidades.

Confira abaixo alguns tweets:



https://www.diariodocentrodomundo.com.b ... universal/

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Tutu
Mensagens: 284
Registrado em: Qui, 09 09America/Sao_Paulo Abril 09America/Sao_Paulo 2020 - 17:03 pm

Mensagem por Tutu »

Agnoscetico escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:39 am
O que vocês acham de taxações no geral? Pensa como ancaps que dizem "Imposto é roubo"? Ou pensam que é um mal-necessário pra manter serviços como polícia, obras de saneamento, estradas, etc?
É essencial para vida em sociedade. A estrutura tributária no Brasil é muito complexa e burocrática. Tem imposto para tudo: ISS ICMS IPI CSLL COFINS CIDE IOF IPTU ITR ITCMd PIS IOF.

Outro problema é o roubo, não no ato de pagar imposto, mas sim do político vagabundo.
Agnoscetico escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:39 am
E impostos de barreiras alfandegárias, pra proteger empresas locais de "concorrência desleal" com empresas estrangeiras?
Este é um assunto complexo e é uma discussão que existe há séculos e economistas se dividem em relação a isso. O que mais tem são defensores "donos da verdade" de um posicionamento sem ter feito curso de economia. Na verdade, tudo depende da situação econômica dos países envolvidos, dos produtos específicos, se o outro país é protecionista, se a medida é temporária, se a moeda está desvalorizada, se o produto é muito necessário, etc.

Para mim, não vejo sentido sentido taxar o que o Brasil nem sonha em produzir, produtos de países equivalentes, como os vizinhos latinos, ou produtos importantes em tempos de dólar alto.
Fernando Silva escreveu:
Sex, 19 19America/Sao_Paulo Junho 19America/Sao_Paulo 2020 - 08:58 am
Tipo condomínio, que cobre despesas com luz, água, segurança, manutenção, salário dos funcionários e tudo mais das áreas comuns de um prédio.

O que pode ser discutido é quanto é preciso cobrar, como será aplicado o dinheiro etc.
Condomínio é um bom mini-exemplo. Eu pessoalmente prefiro que não exista um jardim na entrada, porteiros e mini-piscina para que eu não ter despesas que encarecem a taxa.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Tutu
Mensagens: 284
Registrado em: Qui, 09 09America/Sao_Paulo Abril 09America/Sao_Paulo 2020 - 17:03 pm

Mensagem por Tutu »

aronax escreveu:
Seg, 22 22America/Sao_Paulo Junho 22America/Sao_Paulo 2020 - 11:53 am
a) Quando dizem que o governo deve estimular o crédito para salvar a economia, estão na realidade dizendo que a maneira de salvar a economia é aumentando o endividamento das pessoas. Crédito e dívida são nomes distintos para a mesma coisa, vista de lados opostos.
Considero importante que o governo deve gastar só o que arrecada e nunca se endividar. Em vez de dívidas, deveria ter reservas. Se tivesse reserva, não precisaria imprimir dinheiro para dar auxílio em crises como a pandemia.
f) Quando dizem que as empresas devem ser controladas por agências reguladoras, estão na realidade dizendo que essas empresas devem operar dentro de um cartel protegido pelo estado, com preços garantidos e sem liberdade de entrada para potenciais concorrentes.
Seria melhor exemplificar os setores.

No setor financeiro, vejo a atuação do BC e da CVM positiva. Fiscaliza falcatruas e cria uma padronização. Estão ainda na contra-mão dos atrasos de Paulo Guedes e sua CPMF.
g) Quando dizem que um pouco mais de inflação gera mais crescimento econômico, estão na realidade dizendo que uma perda mais acentuada do poder de compra da moeda e uma maior incerteza quanto aos custos futuros estimulam mais empreendedores a fazerem investimentos produtivos de longo prazo.
Já ouvi dizer que é necessário que exista uma pequena inflação de 2% anualmente para poder equilibrar os custos da mão-de-obra, que por ser fator humano, salário não pode ser abaixado. Então o governo diminui o salário da pessoa e o patrão corrige ou não de acordo com o mercado.
j) Quando dizem que todos têm direito a saúde, educação e transporte gratuitos, estão na realidade dizendo que toda a população deve dar mais dinheiro para burocratas do governo, os quais irão repassar esse dinheiro (retendo para si uma fatia) para outras pessoas, as quais irão então prover esses serviços de acordo com critérios especificados por burocratas e políticos, e não pelos consumidores.
Por serem bases para o bem estar e para o desenvolvimento, a participação do estado na saúde e educação é muito importante.

Também sou a favor de transporte coletivo gratuito, porque vejo que a estrutura de cobrança (cobradores, máquinas de pagamento) encarece o serviço. Além disso, a gratuidade estimula as pessoas a usarem transporte coletivo em vez de carro. Só não me venha com esse papo da indústria automobilística falindo e levando a economia para o buraco, porque isso é o mesmo caso discutido no tópico sobre automação causar desemprego.
k) Quando dizem que as empresas devem utilizar mais conteúdo nacional em seus produtos, estão na realidade dizendo que os fornecedores desse conteúdo nacional têm direito a uma reserva de mercado, podendo assim elevar seus preços e reduzir a qualidade de seus produtos despreocupadamente.
Devemos distinguir a reserva de mercado de priorização de produtos nacionais. Se o produto estrangeiro ainda está disponível e acessível, não vejo problema na campanha pelo nacional. Se o produto nacional for uma porcaria, compensará pagar um pouco mais pelo estrangeiro.
m) Quando dizem que mais gastos do governo estimulam o empreendedorismo, estão na realidade dizendo que a contratação de mais burocratas e a criação de mais burocracia, mais leis e mais regulamentações incentivam a produção e levam a mais geração de riqueza.
"geração de riqueza" = inflação
Só vejo esse termo como propaganda ideológica.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

Colombianos protestam contra projeto de reforma tributária


youtu.be/r9pLmAoLXbg

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

Duque anuncia revisão da reforma tributária após protestos


youtu.be/lMBdHmjExQg

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Tutu
Mensagens: 284
Registrado em: Qui, 09 09America/Sao_Paulo Abril 09America/Sao_Paulo 2020 - 17:03 pm

Mensagem por Tutu »

O Brasil precisa urgentemente de uma reforma tributária. É muito mal estruturada e burocrática. Imposto sobre produtos e serviços deveria ser banido, exceto se quiser desencorajar algo ruim (como drogas) ou tributar ricos (produtos). Isso só atrapalha o comércio. Incentivos do governo a um setor nada mais é do que isentar impostos e esses são os principais. Em outras palavras, incentivo significa parar de atrapalhar. Por isso repito, imposto para alimentos e remédios é roubo, porque só dificulta a aquisição dos produtos mais importantes da vida.


Relendo o tópico pela segunda vez.
Tutu escreveu:
Sex, 11 11America/Sao_Paulo Setembro 11America/Sao_Paulo 2020 - 22:31 pm
f) Quando dizem que as empresas devem ser controladas por agências reguladoras, estão na realidade dizendo que essas empresas devem operar dentro de um cartel protegido pelo estado, com preços garantidos e sem liberdade de entrada para potenciais concorrentes.
Seria melhor exemplificar os setores.
O único exemplo que vejo falando muito mal é da Anatel.
Não sei o que ela faz de errado, mas não vejo que a simples existência dela seja o problema, porque uma padronização é necessário. O problema pode ser excesso de regulamentação e intervenção política (corruptos).

Mas se não existisse a Anatel, teríamos mais operadoras?
O Brasil tem mais de 20 bancos pequenos. Por que nenhum deles cresce até o tamanho dos bancões?
Por que o número de mineradoras e siderúrgicas é tão baixo também?
j) Quando dizem que todos têm direito a saúde, educação e transporte gratuitos, estão na realidade dizendo que toda a população deve dar mais dinheiro para burocratas do governo, os quais irão repassar esse dinheiro (retendo para si uma fatia) para outras pessoas, as quais irão então prover esses serviços de acordo com critérios especificados por burocratas e políticos, e não pelos consumidores.
Por serem bases para o bem estar e para o desenvolvimento, a participação do estado na saúde e educação é muito importante.

Também sou a favor de transporte coletivo gratuito.
O caso da saúde não gratuita é absurda por deixar a pessoa morrer só por ter optado por não pagar plano de saúde.
Se não tivesse escola gratuita (até nos EUA é assim), muitos pais não enviariam o filho para a escola.

O transporte coletivo gratuito é uma boa ideia, mas exige uma reforma tributária radical. É muito difícil de implementar só com o IPTU.
E impostos de barreiras alfandegárias, pra proteger empresas locais de "concorrência desleal" com empresas estrangeiras?
A comparação é Ásia e América Latina. Coreia e Taiwan protegeram vários setores até eles crescerem e depois liberalizou e os setores que não progrediram tiveram o protecionismo removido. Brasil e Indonésia fizeram o protecionismo e mantiveram. No país da corrupção, o que falhou continuou protegido e o que cresceu virou reserva de mercado para vagabundo.

A explicação pode ser resumida nas duas imagens do link.
https://www.paulogala.com.br/o-modelo-d ... paises-no/

O padrão deveria ser liberalizado, mas é necessário planos bem definidos para casos específicos, em vez de seguir ideologia.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Fernando Silva
Conselheiro
Mensagens: 2017
Registrado em: Ter, 11 11America/Sao_Paulo Fevereiro 11America/Sao_Paulo 2020 - 08:20 am

Mensagem por Fernando Silva »

Tutu escreveu:
Dom, 02 02America/Sao_Paulo Maio 02America/Sao_Paulo 2021 - 20:00 pm
O Brasil precisa urgentemente de uma reforma tributária. É muito mal estruturada e burocrática. Imposto sobre produtos e serviços deveria ser banido, exceto se quiser desencorajar algo ruim (como drogas) ou tributar ricos (produtos). Isso só atrapalha o comércio. Incentivos do governo a um setor nada mais é do que isentar impostos e esses são os principais. Em outras palavras, incentivo significa parar de atrapalhar. Por isso repito, imposto para alimentos e remédios é roubo, porque só dificulta a aquisição dos produtos mais importantes da vida.
O governo precisa dos impostos para fazer as coisas.
Mas, realmente, as alíquotas precisam ser revistas para acabar com absurdos tipo baixo imposto para armas e alto imposto para livros.
Tutu escreveu:
Dom, 02 02America/Sao_Paulo Maio 02America/Sao_Paulo 2021 - 20:00 pm
Mas se não existisse a Anatel, teríamos mais operadoras?
Telefonia requer muitos investimentos e o retorno não é garantido. Até que temos muitas operadoras. Nos EUA, a Bell Telephones foi desmembrada à força pelo governo.
Tutu escreveu:
Dom, 02 02America/Sao_Paulo Maio 02America/Sao_Paulo 2021 - 20:00 pm
O Brasil tem mais de 20 bancos pequenos. Por que nenhum deles cresce até o tamanho dos bancões?
Porque, quando tentam crescer e ameaçam falir, são comprados pelos grandes.
O Nacional faliu e foi comprado pelo Unibanco (que já era um aglomerado de pequenos bancos). E o Unibanco foi então comprado pelo Itaú.
O Bamerindus foi comprado pelo HSBC que foi comprado pelo Bradesco.
Há um monte de bancos pequenos por aí, só que não aparecem muito. Quando quebram, a notícia sai na página 38 dos jornais, sem destaque.
Agora estão aparecendo os bancos virtuais, sem agência. Não sei se vai dar certo a longo prazo.
Tutu escreveu:
Dom, 02 02America/Sao_Paulo Maio 02America/Sao_Paulo 2021 - 20:00 pm
Por que o número de mineradoras e siderúrgicas é tão baixo também?
Será que há jazidas suficientes para todos? Será que é possível ter pequenas mineradoras?
Idem idem siderúrgicas. Será que há mercado para outras?
Tutu escreveu:
Dom, 02 02America/Sao_Paulo Maio 02America/Sao_Paulo 2021 - 20:00 pm
O transporte coletivo gratuito é uma boa ideia, mas exige uma reforma tributária radical. É muito difícil de implementar só com o IPTU.
Nada é gratuito. Alguém acaba pagando.
Semana passada, mais uma empresa de ônibus grande e antiga faliu. Ao que parece, os tais "lucros absurdos" de que são acusadas não existem.

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

Fernando Silva escreveu:
Seg, 03 03America/Sao_Paulo Maio 03America/Sao_Paulo 2021 - 09:57 am
Telefonia requer muitos investimentos e o retorno não é garantido. Até que temos muitas operadoras. Nos EUA, a Bell Telephones foi desmembrada à força pelo governo.
Eu já postei isso pra ancaps que gostam de dizer que quem cria monopólio é o estado, mas em casos como esse da Bell e até da Microsoft, onde o estado é que faz a quebra, eles parecem que querem ignorar. Quando teve caso do Youtube excluir como Terça Livre teve libertário que se doeu por isso, mas pelo menos eles não disseram que o estado que estabeleceu o monopólio. Monopólio surge espontanemanete no meio privado a medida que não tenha concorrentes que ofereçam serviços e produtos com mesma qualidade ou superior, o estado por si tende a ser neutro, só teria interesse em arrecadar impostos, não interessa se vem de monopólios, oligopólios, cartéis, livre concorrência, etc.

(...)

Desordem e violência marcam protestos na Colômbia contra reforma fiscal


youtu.be/1Wj49O9zNro

Colômbia protesta contra reforma tributária


youtu.be/7whVzunohdg

Ministro da Fazenda da Colômbia renuncia


youtu.be/7NB5bNhgYGo

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

Amazon não paga impostos na Europa


youtu.be/QJtqo_pZHbw


(...)


Agora o Visão libertária / Ancapsu se atentou fala sobre o assunto

Colômbia tem protestos violentos contra aumento de impostos


youtu.be/35iAlu38MNU

Re: Imposto, taxa, tributos, etc

Avatar do usuário
Agnoscetico
Mensagens: 1307
Registrado em: Sáb, 21 21America/Sao_Paulo Março 21America/Sao_Paulo 2020 - 11:46 am

Mensagem por Agnoscetico »

O que querem os manifestantes que tomam as ruas da Colômbia
A violência nos protestos que acontecem na Colômbia deixou muitos mortos e feridos.

Essas manifestações foram convocadas inicialmente contra um projeto de reforma tributária proposto pelo governo de Iván Duque. E obteve resultados práticos: a reforma foi retirada e o Ministro da Fazenda do país renunciou.

Mas esses fatos não tiraram os manifestantes da rua, que reivindicam mais.

Neste vídeo, a repórter Laís Alegretti explica em três tópicos quais demandas são essas e dá um panorama geral sobre o que está acontecendo na Colômbia.


youtu.be/veR-XFcwGRA
Responder